Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As 48 Leis do Poder

Baseado no livro de Robert Greene

As 48 Leis do Poder

Baseado no livro de Robert Greene

Lei 46: Não Pareça Perfeito de Mais

18.02.20

Modelos mundiais em passerele - Não Pareça Perfeito de Mais

Parecer melhor do que os outros é sempre perigoso, mas o que é mais perigoso é parecer não ter falhas ou fraquezas. A inveja cria inimigos silenciosos. É sinal de astúcia exibir ocasionalmente alguns defeitos e admitir vícios inofensivos para desviar a inveja e parecer mais humano e acessível. Só os deuses e os falecidos podem parecer perfeitos impunemente.

A perfeição gera inveja

  • Somente uma minoria pode ter sucesso no jogo da vida, e essa minoria inevitavelmente desperta a inveja daqueles que a rodeiam.
  • No entanto, quando o sucesso acontece, as pessoas que mais deve temer são aquelas mais próximas do seu próprio círculo, os amigos e conhecidos que ficaram para trás.
  • Os sentimentos de inferioridade roem-nos; o pensamento do seu sucesso apenas aumenta os seus sentimentos de estagnação.
  • A inveja, a que o filósofo Kierkegaard chama de "admiração infeliz", toma conta.
  • O poder requer uma base de suporte ampla e sólida, que a inveja pode destruir silenciosamente.
  • Tem três opções: 1) oculte o seu brilhantismo, revelando propositadamente um defeito, fraqueza ou ansiedade, 2) atribua o seu sucesso à sorte; ou 3) simplesmente encontre novos amigos.
  • Nunca subestime o poder da inveja.

A inveja no poder

  1. A inveja insidiosa das massas pode ser desviada com bastante facilidade: mascare-se como uma pessoa pertencendo às massas em termos de estilo e valores.
  2. Faça alianças com os que estão abaixo de si e eleve-os a posições de poder para garantir o seu apoio em momentos de necessidade.
  3. Nunca exiba a sua riqueza e oculte cuidadosamente o grau em que esta contribuiu para a sua influência.
  4. Faça uma demonstração de “passar a pasta” os outros, como se eles fossem mais poderosos que você.
  5. Nunca seja ingénuo ao ponto de acreditar que está a despertar admiração exibindo as qualidades que o elevam acima dos outros. Ao conscientizar os outros de uma posição inferior, apenas desperta a "admiração infeliz" ou inveja, que os atormentará até que o minem de mil e uma maneiras que não consegue prever.
  6. O mestre do poder entende que a aparência de superioridade sobre os outros é irrelevante comparada com o seu propósito maior.

“A inveja é uma erva que não deve ser regada." Cosme de Médici.

Estratégias para lidar com a emoção de inveja

  1. Aceite o facto de que haverá pessoas que irão superá-lo de alguma forma e lembre-se também que pode invejá-las.
  2. Faça desse sentimento uma maneira de se esforçar para igualá-las ou superá-las um dia.
  3. Ao deixar a inveja voltar-se para dentro envenena a alma; ao expulsar a inveja para fora eleva-se a novas alturas.
  4. Entenda que, ao ganhar poder, os que estão abaixo sentirão inveja de si. Podem não mostrar, mas é inevitável. Não aceite ingenuamente a fachada do que lhe mostram - leia nas entrelinhas das suas críticas, dos seus pequenos comentários sarcásticos, dos sinais de punhaladas nas costas, dos elogios excessivos que o preparam para uma queda, do olhar ressentido nos olhos. Metade do problema da inveja ocorre quando não a reconhecemos até que seja tarde demais.
  5. Como é mais fácil evitar criar inveja do que se livrar dela, deve criar estratégias para evitá-la antes que cresça.
  6. Muitas vezes são as suas próprias ações que despertam inveja, de modo inconsciente.
  7. Ao tornar-se consciente das ações e qualidades que geram inveja, elimine-as. Deve esperar que quando as pessoas o invejam, trabalhem traiçoeiramente. Colocarão obstáculos no seu caminho que são difíceis de prever e de defender. Quando percebe que a inveja está na raiz dos sentimentos de uma pessoa a seu respeito, muitas vezes já é tarde demais.

Três perigos de chegar ao poder

  1. A melhoria repentina das finanças pessoais.
  2. Uma promoção inesperada.
  3. Uma vitória ou sucesso que parece surgir do nada.

12 razões para não provocar inveja

  1. Cuidado para não criar uma falsa modéstia que as pessoas possam observar facilmente.
  2. A sua humildade e abertura aos que deixou para trás devem parecer genuínas
  3. Qualquer indício de falta de sinceridade só tornará o seu novo status mais opressivo.
  4. Não alienar os seus ex-colegas.
  5. Enfatize como teve sorte.
  6. Faça com que a sua felicidade pareça mais alcançável para outras pessoas e a necessidade de inveja menos aguda.
  7. Mostre uma fraqueza, uma pequena indiscrição social, um vício inofensivo.
  8. Dê àqueles que lhe invejam algo para se alimentar, distraindo-os dos seus pecados mais importantes.
  9. Pode jogar com as aparências, mas no final terá o que conta: verdadeiro poder.
  10. Não tente ajudar ou fazer favores àqueles que o invejam; vão pensar que é condescendente com eles.
  11. Considere mostrar a sua riqueza apenas na sua casa.
  12. Aplique esta sabedoria ao seu próprio caráter.

ADVERTÊNCIAS

  • Cuidado com alguns dos disfarces da inveja.
  • O louvor excessivo é um sinal quase certo de que a pessoa que o elogia inveja-o.
  • Os invejosos estão a preparar a sua queda.
  • É impossível viver de acordo com os seus elogios.
  • Estão a preparar alguma coisa atrás das costas.
  • Aqueles que são seus hipercríticos, ou que o difamam publicamente, provavelmente também o invejam.
  • Reconheça este comportamento como inveja disfarçada e mantenha-se fora da armadilha de levar as críticas a sério.
  • A sua melhor vingança é ignorar a sua presença mesquinha.
  • Uma vez que a inveja se revela pelo que é, a única solução é muitas vezes fugir da presença dos invejosos, deixar os seus invejosos mergulharem no seu próprio inferno.

Por fim, esteja ciente de que alguns ambientes são mais propícios à inveja do que outros. Os efeitos da inveja são mais graves entre amigos e colegas, onde há um verniz de igualdade.

A inveja também é destrutiva em ambientes democráticos, onde as manifestações de poder são desprezadas. Seja extremamente sensível nestes ambientes. É quase impossível evitar a inveja nestes casos, e há pouco que pode fazer, além de aceitá-la com cortesia e não levar nada do ponto de vista pessoal.

Como Henry David Thoreau disse: "a inveja é o imposto que toda a distinção deve pagar".

Exceções à lei

Quando estiver em uma posição de poder e não puder fazer nada para mitigar a inveja de alguém, seja agressivo. Mostre desdém por aqueles que o invejam. Em vez de esconder as suas realizações, exiba-as. O tormento autoimposto do seu oponente será a sua vingança.