Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As 48 Leis do Poder

Baseado no livro de Robert Greene

As 48 Leis do Poder

Baseado no livro de Robert Greene

Lei 40: Despreze o Que Vier de Graça

24.02.20

Empregado com bacdeja - Despreze o Que Vier de Graça

O que é oferecido de graça é perigoso – em geral, funciona como um ardil ou tem uma obrigação oculta. Se tem valor, vale a pena pagar. Ao pagar, não adquire problemas de gratidão e culpa. Também é prudente pagar o valor integral – com a excelência não se economiza. Seja pródigo com o seu dinheiro e mantenha-o a circular pois a generosidade é um sinal e um íman para o poder.

Ser aberto e flexível com o dinheiro ensina o valor da generosidade estratégica, uma variação de "dar para receber". Ao dar o presente apropriado, coloca o destinatário na obrigação. A generosidade suaviza as pessoas para serem influenciadas. Ao ganhar uma reputação de liberalidade, conquista a admiração das pessoas e distrai-as das suas jogadas de poder. Ao espalhar estrategicamente a sua riqueza, encanta os outros, criando prazer e fazendo aliados.

4 tipo de pessoas que lidam mal com o dinheiro

O ganancioso

  • O ganancioso não vê o lado humano do dinheiro.
  • Frios e cruéis, veem apenas o balanço financeiro; vendo os outros unicamente como peões ou obstáculos na busca pela riqueza, pisam nos sentimentos das pessoas e alienam outras pessoas úteis.
  • Ninguém quer trabalhar com o ganancioso e, ao longo dos anos, acabam isolados, o que geralmente acaba por ser a sua ruína.
  • A ganância é a principal estratégia do vigarista. Atraídos pelo dinheiro fácil, engolem o isco e caem na armadilha.
  • Os gananciosos são fáceis de enganar, pois passam tanto tempo a lidar com os números (não com pessoas) que ficam cegos com a sua própria psicologia.
  • Os gananciosos negligenciam tudo o que o poder realmente depende: autocontrolo, boa vontade dos outros e assim por diante.
  • Evite-os antes que eles o explorem, ou então jogue com a ganância deles em seu benefício.

O caça pechinchas

  • Pessoas com poder julgam tudo pelo custo, não apenas em dinheiro: mas em tempo, dignidade e paz de espírito.
  • É exatamente isso que o caça pechinchas não pode fazer.
  • Ao perder tempo valioso procurando pechinchas, preocupa-se infinitamente com o que poderia ter conseguido em outro lugar por um pouco menos.
  • O item de barganha que compram geralmente é gasto nas reparações dos itens ou precisará de ser substituído mais rápido do que um item de qualidade, o que acabará por ficar mais caro.
  • Estes tipos podem parecer prejudicar apenas a si mesmos, mas as suas atitudes são contagiosas.
  • A menos que os resista, irão infetá-lo com a sua sensação de insegurança de que deveria ter procurado mais para encontrar um preço mais barato.
  • Não discuta com eles nem tente alterá-los.

O sádico financeiro

  • O sádico financeiro joga viciosos jogos de poder com o dinheiro, como forma de reivindicar o seu poder.
  • Podem, por exemplo, fazê-lo esperar pelo dinheiro que lhe é devido, prometendo que o cheque está a caminho.
  • Se trabalhar para um sádico, intromete-se em todos os aspetos do seu trabalho, sendo picuinhas e dando-lhe úlceras no estômago.
  • Os sádicos parecem pensar que pagar por algo lhes dá o direito de torturar e abusar do vendedor. Não têm noção do elemento de cortesão com respeito ao dinheiro.
  • Se tiver azar suficiente para se envolver com este tipo de pessoa, aceitar uma perda financeira pode ser melhor a longo prazo do que entrar nos seus jogos destrutivos de poder.

O doador indiscriminado

  • O doador indiscriminado é generoso porque quer ser amado e admirado por todos.
  • A sua generosidade é tão indiscriminada e carente que pode não ter o efeito desejado:
  • Se dão dinheiro a todos, por que deve o destinatário sentir-se especial?
  • Por mais atraente que pareça envolver-se com este tipo, muitas vezes se sentirá sobrecarregado pelas suas necessidades emocionais insaciáveis.

O problema

Com uma exceção - a morte - nenhuma mudança duradoura na fortuna ocorre rapidamente. A riqueza repentina raramente dura, pois é construída sobre nada sólido. Nunca permita que o desejo por dinheiro o atraia para fora da fortaleza protetora e duradoura do poder real. Faça o seu primeiro objetivo o poder, e o dinheiro encontrará eventualmente o caminho para si.

O poder do dinheiro

  1. Deve ter grandeza de espírito. Nunca revele qualquer tipo de mesquinhez.
  2. O dinheiro é a arena mais visível para exibir grandeza ou mesquinhez.
  3. É melhor gastar livremente, então, e criar uma reputação de generosidade, do que no final pagará grandes dividendos.
  4. Nunca permita que os detalhes financeiros o ceguem de modo que afete como as pessoas o percecionam. O ressentimento dos outros tem custos a longo prazo.
  5. Se deseja intrometer-se no trabalho das pessoas criativas sob a sua alçada, pelo menos pague-as bem.
  6. O dinheiro comprará melhor a submissão dos outros do que as demonstrações de poder.
  7. Atrai os outros com a possibilidade de dinheiro fácil. As pessoas são essencialmente preguiçosas e querem que a riqueza caia no colo, em vez de trabalhar para isso.
  8. Por uma pequena quantia, venda-lhes conselhos sobre como ganhar milhões. Esta pequena quantia tornara-se uma fortuita quando multiplicada por milhares.
  9. Atraia as pessoas com a perspetiva de dinheiro fácil que terá espaço para trabalhar ainda mais com elas. A ganância é poderosa o suficiente para cegar as suas vítimas por qualquer coisa.

ADVERTÊNCIAS

Esta lei oferece grandes oportunidades para fraudes e artimanhas, se a aplicar nos outros.

Exceções à lei

Não existe exceção para desprezar o que vier de graça. Reconheça que os almoços grátis não compensam. Amigos ou outros que lhe oferecem favores em troca de nada, mais tarde desejarão algo muito mais caro do que o dinheiro que lhes pagaria. A barganha tem problemas ocultos, tanto materiais quanto psicológicos. Aprenda a pagar o que as coisas valem.