Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As 48 Leis do Poder

Baseado no livro de Robert Greene

As 48 Leis do Poder

Baseado no livro de Robert Greene

Lei 30: Faça as Suas Conquistas Parecerem Fáceis

05.03.20

Mulher a fazer a espargata - Faça as Suas Conquistas Parecerem Fáceis

As suas ações devem parecer naturais e executadas com facilidade. Toda a técnica e esforço necessário para a sua execução e também os engenhos utilizados, deverão estar dissimulados. Quando agir, faça-o sem esforço, como se fosse capaz de muito mais. Não caia na tentação de revelar o trabalho que teve – tal só levantará questões. Não ensine a ninguém os seus truques ou eles serão usados contra si.

Frequentemente precisará usar truques e ingenuidade para criar os seus efeitos, e o seu público nunca deverá suspeitar do trabalho ou do planeamento que teve. A natureza não revela seus truques, e o que imita a natureza, parecendo sem esforço, aproxima-se do seu grande poder.

As práticas secretas fazem a perfeição

  1. Deve pesquisar e praticar infinitamente antes de aparecer em público, no palco ou em qualquer outro lugar.
  2. Nunca exponha o suor e o trabalho por detrás da sua postura. Alguns acham que a exposição demonstrará a sua diligência e honestidade, mas na verdade apenas faz os outros parecerem mais fracos, como se não estivessem realmente preparados para o trabalho.
  3. Mantenha o seu esforço e os seus truques para si mesmo, parecendo ter a graça e a facilidade de um deus.

A capacidade de fazer o difícil parecer fácil.

  1. É relevante para todas as formas de poder, pois o poder depende das aparências e das ilusões que cria.
  2. As suas ações públicas devem ser como obras de arte: devem ter apelo visual, criar antecipação e até divertir.
  3. Quando revela o funcionamento interno da sua criação, torna-se mais um mortal entre outros.
  4. O que é compreensível não é inspirador - dizemos a nós mesmos que poderíamos fazer o mesmo se tivéssemos dinheiro e tempo.
  5. Evite a tentação de mostrar como é inteligente - é muito mais inteligente ocultar os mecanismos da sua inteligência.
  6. Não dê às pessoas ideias que possam usar contra si, e conheça as vantagens de ficar calado.
  7. Resista à tentação de querer gratificar a sua vaidade, aplaudindo e seu trabalho e a sua inteligência.
  8. Não caia em simpatia pelas horas que o levaram a chegar ao seu estado de arte.
  9. Aprenda a controlar a propensão para tagarelar, pois o seu efeito costuma ser o oposto do que espera.

Dois lembretes

  1. Quanto mais mistério envolve nas suas ações, mais impressionante parece o seu poder. Parece ser o único que pode fazer o que faz - e a aparência de ter uma capacidade exclusiva é imensamente poderosa.
  2. Porque alcança as suas realizações com graça e facilidade, as pessoas acreditam que poderia fazer mais se tentasse mais. Isto provoca não apenas admiração, mas um toque de medo. Os seus poderes devem ser inexplorados - ninguém pode perceber quais os seus limites.

ADVERTÊNCIAS

Enquanto faz as coisas parecerem fáceis, não exagere em esconder todas as maquinações ou parecerá paranoico.

Exceções à lei

Ocasionalmente, pode revelar o funcionamento interno, fazer com que sua audiência se sinta envolvida e com conhecimento (embora nunca revele tudo). P.T. Barnum descobriu que revelar os seus truques divertia o seu público, e fazia com que se sentissem superiores. E tinha ainda o benefício adicional de fazer com que o seu público suspeitsse dos concorrentes que mantinham os seus truques em segredo. As suas revelações, devem no entanto, ser cuidadosamente planeadas, em vez de serem apresentadas impulsivamente e sem pensar.