Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As 48 Leis do Poder

Baseado no livro de Robert Greene

As 48 Leis do Poder

Baseado no livro de Robert Greene

Lei 29: Planeie Até ao Fim

06.03.20

Mapa com lápis e esquadro – Planeie Até ao Fim

O desfecho é tudo. Planeie até ao fim, considerando todas as possíveis consequências, obstáculos e contratempos que possam reverter o seu esforço e deixar que os outros fiquem com os louros. Planeando tudo até ao fim, não será apanhado de surpresa e saberá quando parar. Guie gentilmente a sorte e ajude a determinar o futuro pensando com antecedência.

A maioria das pessoas é governada pelo coração, não pela cabeça. Os seus planos são vagos, e quando encontram obstáculos, improvisam. Mas a improvisação só o levará até a próxima crise e nunca substituirá no pensar em vários passos à frente e planear até o fim.

De que adianta ter o maior sonho do mundo se outros colherem os benefícios e a glória? Nunca perca a cabeça por causa de um sonho vago e aberto. A única solução é planear a longo prazo. Preveja o futuro com tanta clareza quanto os deuses no Monte Olimpo, que olham através das nuvens e veem o fim de todas as coisas.

O planeamento na cosmologia Grega

  • De acordo com a cosmologia dos gregos antigos, pensava-se que os deuses tivessem uma visão completa do futuro. Eles viram tudo por vir, até os detalhes intrincados. Os homens, por outro lado, eram vistos como vítimas do destino, presos no momento e em suas emoções, incapazes de ver para além dos perigos imediatos.
  • Heróis como Ulisses, que foram capazes de olhar além do presente e planear vários passos à frente, pareciam desafiar o destino, aproximando os deuses em sua capacidade de determinar o futuro.
  • A comparação ainda é válida – aqueles que entre nós pensam mais à frente e pacientemente realizam os seus planos parecem ter um poder divino.

10 Verdades sobre as Pessoas

  1. A maioria das pessoas está presa demais no momento para planear com qualquer tipo de previsão.
  2. Não possuem a capacidade de ignorar os perigos imediatos.
  3. Acreditam que o prazer traduz-se em poder.
  4. São impotentes de serem capazes de superar a tendência humana natural de reagir às coisas à medida que acontecem.
  5. Não tiveram tempo para treinar-se a si mesmo, recuar e imaginar coisas maiores, tomando forma além da sua visão imediata.
  6. A maioria das pessoas acredita que está ciente do futuro e que está a planear o mesmo.
  7. Estão apenas sucumbindo aos seus desejos, ao que eles querem que o futuro seja.
  8. Os seus planos são vagos, baseados na imaginação e não na realidade.
  9. Podem acreditar que estão pensando até o fim.
  10. Estão apenas focando-se no final feliz e iludindo-se pela força do seu desejo.

Lembre-se: quando estiver vários passos à frente e planear os seus movimentos até o fim, não será mais tentado pela emoção ou pelo desejo de improvisar. A sua clareza o livrará da ansiedade e da imprecisão, que são as principais razões pelas quais tantas pessoas não conseguem concluir as suas ações com sucesso. Vê o final e não tolera nenhum desvio.

ADVERTÊNCIAS

Até certo ponto, o futuro é sempre incerto e o seu plano deve ser um pouco flexível para que possa responder a imprevistos. No entanto, estará livre para se adaptar apenas se tiver um objetivo claro e um plano de longo alcance. Caso contrário, estará apenas a improvisar.

Exceções à lei

Não há exceções à necessidade de pensar no futuro o máximo que puder e planear até o fim.