Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As 48 Leis do Poder

Baseado no livro de Robert Greene

As 48 Leis do Poder

Baseado no livro de Robert Greene

Lei 27: Jogue Com a Necessidade Que as Pessoas Têm de Acreditar em Algo Para Criar um Séquito de Devotos

08.03.20

Multidão - Jogue Com a Necessidade Que as Pessoas Têm em Acreditar em Algo Para Criar um Séquito de Devotos

As pessoas têm um desejo enorme de acreditar em qualquer coisa. Torne-se o foco desse desejo oferecendo-lhes uma causa, uma nova fé para seguir. Utilize palavras vazias de sentido, mas cheias de promessas; enfatize o entusiasmo em preferência da racionalidade e clareza e raciocínio. Dê aos seus novos discípulos rituais a serem cumpridos, peça-lhes que se sacrifiquem por si. Na ausência de uma religião organizada e de grandes causas, o seu novo sistema de crença dar-lhe-á um imensurável poder.

Os truques dos charlatões podem parecer estranhos hoje em dia, mas ainda existem milhares deles entre nós. Usam os mesmos métodos testados e comprovados que os seus antecessores, refinados séculos atrás, mudando apenas o nome dos elixires e modernizando a aparência dos cultos. Encontramo-los em todas as arenas da vida - negócios, moda, política, arte, etc.

Muitos deles, talvez estejam a seguir a tradição charlatã sem ter nenhum conhecimento da história. Pode, no entanto, ser mais sistemático e deliberado. Siga simplesmente os cinco passos da criação de um culto que os nossos ancestrais charlatões aperfeiçoaram ao longo dos anos.

5 passos para criar um culto

1. Mantenha vago; mantenha simples

Primeiro chame a atenção, que não deve fazer por meio de ações, que são muito claras e legíveis, mas por meio de palavras, que são nebulosas e enganosas. Os seus discursos, conversas e entrevistas iniciais devem incluir:

  • A promessa de algo grande e transformador.
  • Algo totalmente vago.

2. Enfatize o visual e o sensual sobre o intelectual

Quando as pessoas começarem a reunir-se ao seu redor, apresentam-se dois perigos:

  • Tédio - fará as pessoas irem para outro lugar.
  • Ceticismo - permitirá que as pessoas se afastem para pensar racionalmente sobre o que está a oferecer.

Sopre a névoa que criou artisticamente e revela as suas ideias para o que elas são. Precisa divertir os entediados e afastar os cínicos. Use teatro ou outros dispositivos deste tipo.

Cerque-se de luxo, encante os seus seguidores com esplendor visual e encha os olhos de espetáculo. Não apenas impedirá que vejam o ridículo das suas ideias, as falhas do seu sistema de crenças, mas também atrairá mais atenção, mais seguidores.

3. Aprenda com as formas de religião organizada para estruturar um grupo

  • Encontre uma forma de elevar e confortar os seus seguidores.
  • Crie rituais.
  • Organize-os numa hierarquia, classificando-os em graus de santidade e dando-lhes nomes e títulos que ressonam com conotações religiosas.
  • Peça-lhes sacrifícios que encham os seus cofres e aumentem o seu poder.
  • Para enfatizar a sua natureza quase religiosa , fale e aja como um profeta:

Pode ser um padre, um guru, um sábio, um xamã ou qualquer outra palavra que esconda o seu verdadeiro poder na névoa da religião.

4. Disfarce a sua fonte de rendimento

O grupo cresceu e estruturou-o de uma forma semelhante à igreja. Os seus cofres estão a começar a encher-se com o dinheiro dos seguidores. No entanto, nunca deve ser visto como faminto por dinheiro e pelo poder que este traz. É neste momento que deve disfarçar a sua fonte de rendimento.

Nunca revele que a sua riqueza vem dos bolsos dos seus seguidores. Faça parecer que vem da verdade dos seus métodos. Os seguidores copiarão todos os seus movimentos na crença de que terão os mesmos resultados, e o seu entusiasmo imitador os cegará da natureza charlatã de sua riqueza.

5. Configure uma dinâmica de nós versus eles

O grupo agora é grande e próspero, um íman atraindo cada vez mais pessoas. Para manter os seus seguidores unidos, deve fazer o que todas as religiões e sistemas de crenças fizeram. Crie uma dinâmica nós versus eles.

Certifique-se de que os seguidores acreditam que fazem parte de um clube exclusivo, unificado por um vínculo de objetivos comuns.

Existe uma força de descrentes que fará qualquer coisa para impedi-lo. Crie a noção da existência de um inimigo desonesto. Se não tem inimigos, invente um. Os seus seguidores unir-se-ão para impedir a ameaça.

ADVERTÊNCIAS

Por causa da psicologia de grupo, é mais fácil fazer um grupo acreditar em si do que um indivíduo. A desvantagem é que se a qualquer momento o grupo perceber as suas intenções, não se verá diante de uma ama iludida, mas de uma multidão enfurecida que o despedaçará tão avidamente quanto o seguiu antes. Por este motivo, use espiões, fique em sintonia com as emoções da sua multidão, e mantenha as suas malas prontas para fugir a qualquer momento.

Exceções à lei

Quando existe o perigo de serem descobertas que as suas poções milagrosas não funcionam, talvez prefira lidar com as pessoas individualmente. Isolando-as do seu ambiente natural, pode conseguir o mesmo efeito de quando as coloca num grupo – ficando mais suscetíveis a sugestões e intimidações.